Molde Seu Mundo

No mundo atual de pandemia, ditado pela urgência dos acontecimentos e a pressão cada vez mais intensa nas esferas profissional e pessoal da vida, o estresse tem se tornado uma ocorrência cada vez mais comum entre as pessoas e quando não controlado, pode gerar sérias complicações para a saúde física e mental.

Como estamos iniciando um novo ano e, sem dúvidas, com muitos aprendizados de 2020, as pessoas estão mais propensas a pensarem em sua existência. Neste contexto, podemos dizer que houve uma “revolução nas nossas emoções” que pode ser observada claramente quando analisamos os efeitos da pandemia em nossas vidas.

Há anos, as comemorações de “Feliz Ano Novo” se resumiam a algumas linhas de objetivos básicos. Hoje, estes objetivos absorveram uma série de fatores importantes e, para entendermos a dimensão e o alcance desta transformação, convido vocês para uma reflexão.  Trata-se de como podemos moldar nosso mundo interno para nos sentirmos abraçados e confortáveis dentro do corpo que habitamos, através da compreensão do que é importante para você, quais são os seus propósitos e isto é construído passo a passo.

Portanto, e especialmente após este primeiro ano de pandemia, podemos dizer que temos a necessidade de maior atenção para si, valorização e sentido na vida, fazendo a gestão dos nossos sentimentos alinhados com a nossa integridade, em todas as esferas, e em especial criando um ótimo relacionamento consigo.

É claro que existe um longo caminho pela frente, mas precisamos continuar crescendo mesmo com os desafios, nesse momento de pandemia, é possível encontrar saídas, buscando alternativas que podem contribuir sempre para o bem-estar e a qualidade de vida.

O problema de deixar as coisas sem terminar

Vamos falar de produtividade pessoal, profissional e deixar as coisas sem terminar?

Entendido como o mindset de crescimento pessoal e profissional a produtividade está conectada com o : “Entregar o melhor trabalho”, “Hoje, melhor que ontem”, “Aprendendo a lidar sob pressão”, “Sempre aumentar a régua e se superar”, é o mapa onde a disciplina é um dos caminhos para isso e a ponte entre nossos sonhos e a realização deles.

Tarefas inacabadas pode ser mais que uma simples preguiça e precisa ser investigado melhor, uma vez que suas causas pode ser variadas. Muitas pessoas tem grande dificuldade em realizar objetivos, alcançar metas, produzir resultados desejados na vida pessoal e profissional começando até a questionar a sua capacidade, com uma sensação de incompetência, pois as crenças fortalecedoras e limitantes que nutre podem impedir ou fortalecer as decisões. A procura de um profissional de psicologia pode ser interessante para ajudar.

Mas como podemos trabalhar nisso na prática?Eu realmente consigo entender o que me faz ceder à esse movimento de deixar as coisas pela metade?

Seguem algumas estratégias que podem ser válidas, ter consciência e aprender a lidar com elas é fundamental para que isto não seja um problema constante, como dividir tarefas em etapas, aprender a utilizar pausas e momentos de descanso para se recuperar, pequenas recompensas a cada término, achar uma forma de apenas começar, quando iniciamos algo esse pequeno progresso nos preenche e nos traz motivação, foco e intenção, quando fazemos uma coisa com total foco e intenção potencializamos o resultado, são poderosas fontes de energia, mas não conseguiremos chegar a esse estado sem antes transformar nossas crenças limitantes em crenças fortalecedoras.

Relações entre estresse e ansiedade.

ESTRESSE E ANSIEDADE

Pessoas estressadas geralmente são ansiosas e pessoas ansiosas podem sentir-se estressadas. Tanto o estresse quanto a ansiedade trazem uma perturbação no equilíbrio interno, disparando, diversas manifestações fisiológicas e comportamentais e essa perturbação quando em excesso, pode trazer consequências comprometedoras para a vida do indivíduo, passando de reação natural a transtorno.

Os acontecimentos da vida estressantes podem precipitar episódios de ansiedade, por exemplo, a insegurança em desenvolver uma determinada tarefa pode gerar ansiedade e de forma excessiva, pode resultar em estresse. É preciso estar atento as sinalizações do organismo como alterações do sono, cansaços físicos e mentais, dores de cabeça, alterações na libido, no apetite, taquicardia, tensão muscular, irritabilidade, entre outras.

As situações ambientais também podem ser provocadoras de estresse, como por exemplo, a morte de um ente querido, doença familiar e acontecimentos menores vivenciados em diversas situações do dia a dia, como perder coisas, tensão no trabalho, ouvir o som do despertador ou o barulho provocado por vizinhos e situações que geram estresse relativamente intenso e que persistem ao longo do tempo, como por exemplo, mudanças importantes na vida, como iniciar um novo emprego, casar-se ou separar-se, o nascimento de um filho, sofrer um acidente, podem gerar resposta de estresse nos indivíduos a elas expostos. Avaliar a ocorrência destes eventos pode ser uma forma de tomar conhecimento desse grande desconforto psíquico.

A resposta ao estresse depende, em grande medida, da forma como o indivíduo processa a informação e sua interpretação sobre as situações a serem considerados como relevantes, agradáveis, aterrorizantes, etc., o que determina o modo de se ver e de se comportar diante da situação e a forma como será afetado pelo estresse. Por isso, é importante conhecer os sinais e sintomas para tratar precocemente. Hoje as pessoas vivem num descompasso entre a quantidade de trabalho, trânsito, problemas familiares e com o tempo isso vai causando um desgaste permanente que atinge o limite de cada um e se torna uma doença.

Autocuidado

Vamos começar a pensar em autocuidado que consiste no cuidado de olhar para si.

Uma busca em compreender aquilo que te agrada aquilo que te deixa feliz, aquilo que você não gosta.

Entender isso para compreender quem é você, nos vários papéis que a vida nos coloca.

Vale a pena considerar três elementos importantes: consciência, clareza e compromisso.

É fundamental ter consciência de suas potencialidades e limitações.

Partindo do ponto da clareza dos seus gostos, do que te deixa feliz, traz boas lembranças e a partir daí compreender mas também não existe só a perspectiva de satisfação e aí entra o compromisso, no sentido das nossas relações com o mundo e nossas atitudes.

Elas são mais passivas quanto as mensagens que recebemos deste mundo?

Quanto isto nos impacta?

Sou mais protagonista?

Não existe uma fórmula pronta, a cada pessoa existe um processo de autocuidado, e estão relacionadas com as nossas escolhas.

Conscientização da importância do bem-estar

Bem-estar é uma expressão muito utilizada em nosso dia a dia, mas sua compreensão foi mudando ao longo dos anos. No século 17, estava ligada apenas à saúde física, no século 18, o sentido era de suprir necessidades básicas, para não impactar a saúde. Atualmente, o conceito se tornou mais amplo: está relacionado à percepção da saúde nos aspectos mental, emocional, social e físico.

Sabe onde está o seu bem-estar?

A gente sempre pensa que ele está muito longe, de se encontrar, distante do seu coração, do seu corpo. Mas, existe um lugar que está ligado a todos os outros lugares: seu interior.

Por isso, na sua jornada para mais qualidade de vida, falar sobre isso é tão importante e extremamente necessário.

Todos seus sentimentos, sensações, auto-percepção, desenvolvimento pessoal e carreira, estão ligados ao seu interior e de como você lida com isto.

A nossa visão de mundo varia com a nossa experiência interna e com o conhecimento externo, resultando em um ser único e empoderado para sonhar alto, gerenciar as emoções, conhecer lugares no mundo que sempre sonhou, trilhar uma carreira de sucesso em uma empresa ou abrir seu próprio negócio e muito mais.

Para isso, devemos considerar a importância da mudança de estilo de vida para garantir mais saúde e bem estar em nossas vidas. Ao olhar para si mesmos e estimular  mudanças de atitude que favoreçam a própria saúde, visando um estilo de vida saudável em sintonia com o corpo e a mente. Cuidando das escolhas na vida como um todo e na adoção de hábitos saudáveis e comportamentos preventivos. Protegendo-se sobre a valorização da vida e ao compromisso de cada um quanto à segurança pessoal. Fortalecendo a importância da prática regular da atividade física, reforçando os efeitos benéficos dos exercícios, na saúde e no bem-estar físico e emocional.

Sua saúde, sua responsabilidade!

Atenção interior: um grande investimento.

“Torna-te aquilo que és” – Freiedich Nietzsche

A reflexão sobre o autoconhecimento é um processo importante para todo e qualquer ser humano que queira realizar o processo de construção de si mesmo.

A verdade é que quase nunca prestamos atenção ao que somos e fazemos. E a partir daí vamos nos acostumando e tocando a vida assim mesmo.

É possível observar que a atenção externa rouba a atenção de si. Numa busca acelerada por novidade a atenção, muda constantemente de foco. No dia a dia há um excesso de informação e uma velocidade acelerada que convoca esta mudança constante do foco da atenção, em função dos apelos: imagens, textos constantemente veiculados pela mídia, internet e os celulares.

Apesar destes estímulos a questão é como cultivar práticas gradativas, para uma melhor relação consigo.

As sugestões propostas são: a meditação, exercícios de atenção plena, tirar um momento para rever o seu dia, entre outras.

A ideia é prestar mais atenção em seu mundo interior, para se conectar, com seu autoconhecimento, reconhecendo seus próprios pensamentos, crenças, sentimentos, aspirações e propósitos de vida.




O orgulho de ser Psicólogo(a).

Não apenas uma profissão, mas uma missão: a de ajudar, escutar, cuidar do outro, contribuindo para sua caminhada de autoconhecimento e autocuidado.

Competência, dedicação, amor pela profissão e muito mais… são as melhores palavras que descrevem um pouco do nosso trabalho.

Parabéns a todos os profissionais de PSICOLOGIA!

Conversando sobre a depressão!

Foto por Nathan Cowley em Pexels.com

Na sociedade atual as pessoas precisam estar constantemente felizes e há uma necessidade de estar bem o tempo todo: sorrindo, feliz, produzindo, entretanto isto não é a realidade, tem os momentos de tristeza, de mudanças e perdas, são situações desagradáveis e fazem parte da nossa vida. É comum ao lidar com situações como esta e ficarmos tristes, angustiados e assustados mas não necessariamente tem a ver com depressão.


Depressão não é só tristeza ou sinal de fraqueza, é considerada uma doença psíquica e afeta todas as faixas etárias. Suas causas são variadas, classificada pelos quadros de grau leve, moderado e grave. Quando a pessoa está deprimida várias áreas da sua vida são afetadas não só o humor.
O seu desenvolvimento ocorre de maneira particular, caracteriza-se por uma multiplicidade de sintomas: desânimo, tristeza, apatia, angústia, insônia ou dormir demais, fadiga, perda ou aumento de apetite, irritabilidade, ansiedade, pessimismo, ruminações, déficit de atenção e de concentração, dificuldade de tomar decisões, a pessoa sente que não tem razão para viver, esgotamento de energia, auto crítica forte, entre outros.


Ao cuidar de uma a pessoa com quadro depressivo é importante muito acolhimento; conversar; propor ajuda ativa (lavar uma louça, arrumar a casa para a pessoa, por exemplo); estar próximo, sem julgamentos ou tentar dar soluções rápidas e paciência.


Se você está sozinho (a), tente criar forças e procure ajuda profissional, pois você está neste momento vivenciando isto, é um momento difícil mas você vai conseguir lidar.

Muitas vezes, o tratamento psicoterápico é o suficiente mas em alguns casos será necessário o tratamento medicamentoso também.


Tenha calma e entendimento de que o processo leva algum tempo para melhorar.

Material informativo:

Youtube – Vídeo criado pela Organizacao Mundial de Saude (OMS) Brasil 2017 (Legendado) EU TINHA UM CACHORRO PRETO, SEU NOME ERA DEPRESSÃO

Disponível em : https://www.youtube.com/watch?v=dFKsN9J0hTM. Acesso em 19 de agosto de 2020.

Youtube – Didatcs – 10 COISAS QUE A DEPRESSÃO NOS LEVA A FAZER. Disponível: https://youtu.be/k9R5Di_8GWQ . Acesso: 19 de agosto de 2020.

O Recurso mais importante que a gente tem: O TEMPO

O TEMPO A NOSSO FAVOR

A administração do tempo vem sendo um tema de alta relevância pois, no mundo acelerado em que vivemos, estamos sempre apressados com muitas atividades e nem sempre alcançando o que queremos, sendo assim o tempo é um bem precioso e precisamos usá-lo com sabedoria.

Assim como as organizações, as pessoas também podem e devem se beneficiar de ferramentas de gestão do tempo e alcançar melhores resultados já que o tempo é irreversível, isto é não podemos o ter de volta.

O monitoramento diário de tarefas e compromissos, por exemplo pode ser uma ferramenta importante feita no final ou no início do dia seguinte, consiste em verificar como as ações diárias estão sendo desempenhadas, para se fazer possíveis correções, o direcionamento de energia e atenção para as atividades mais importantes e que tenham a ver com os nossos objetivos.

O modo como utilizamos o nosso tempo exige a melhoria de hábitos, comportamentos e o foco na execução de atividades importantes são ações necessárias que exigem decisão, disposição e disciplina individual.

A maioria das pessoas não percebe que perde tempo, mas perde, temos que observar para onde o nosso tempo está indo, os chamados “ladrões do tempo”: mídias sociais, procrastinar, ter muitas atividades para fazer, assistir muita televisão.

A gestão do tempo consiste em fazer uma série de escolhas uma vez que ele se refere a quantidade de tempo que levamos para executar cada tarefa do dia, requer a definição de prioridades, resultando em uma redução da tensão, da ansiedade, um aumento da confiança e da autoestima, contribuindo ainda em conseguir ter um tempinho para o lazer, fundamental na qualidade de vida, do nosso corpo e da nossa mente, que também precisa de cuidados para mantê-la saudável.

O melhor que a gente pode, para o momento que a gente está.

Aqui estão brevemente preparados alguns pontos da maneira como devemos atribuir um grande valor ao olhar para a pessoa que somos. Autoconhecimento, a oportunidade de refletir sobre o nosso poder interior.

A maior parte das vezes não permitimos a nós mesmos compreender aquilo que estamos sentindo. Penso que esta situação é provocada pelo fato da compreensão implicar um risco. Se me permito compreender aquilo que estou sentindo, é possível que esta compreensão acarrete uma alteração e todos nós temos medo de mudar. Mas talvez o que mais importa é permitir ver nossos temores, os desânimos, os sentimentos difíceis, as dificuldades pessoais, tão bem como os momentos de coragem, de amor, de respeito.

Bom é entender que podemos, sucumbir em alguns momentos diante das adversidades da vida. Muitas vezes, momentos das nossas vidas nos colocam para baixo, ou pequenas situações acabam afetando o nosso humor, comprometendo nossa saúde, e ter em nós uma fonte de apoio, o conforto de saber que a gente está ali nos fazendo bem e aprendendo que a reação que temos perante estes obstáculos na vida, pode significar um belo recomeço.

O amor próprio é de dentro para fora, temos que acordar para isso, é essencial para nossa felicidade!

Agora você terá uma nova tarefa – a partir de hoje começará a prestar mais atenção em você. Combinado?

É preciso colocar em prática tudo aquilo que nos faz feliz.

Cuidarmos de nós mesmos, sentirmos o aconchego, o bem estar. O importante deste processo de autoconhecimento diário é a oportunidade de se estimular constantemente!